Amazon lança serviço virtual de educação para professores

O objetivo da Amazon, ao começar por um serviço gratuito destinado a professores, é expandir a oferta no futuro para produtos pagos
Pouco antes da temporada de volta às aulas nos Estados Unidos, a Amazon planeja entrar no mercado de tecnologia da educação para o ensino primário e médio, território no qual Apple, Google e Microsoft já estão presentes com força.
Nesta semana, a Amazon anunciou o lançamento para o fim de agosto de uma plataforma on-line com dezenas de milhares de planos de aula, planilhas e outros materiais didáticos gratuitos para professores.
A chamada Amazon Inspire terá recursos parecidos aos do site de compras, com campo de buscas, resenhas para os usuários e classificação de conteúdos em uma escala de cinco estrelas.
O objetivo da Amazon, ao começar por um serviço gratuito destinado a professores, é expandir a oferta no futuro para produtos pagos, não só de materiais didáticos, mas também de softwares acadêmicos e institucionais.
O mercado nos Estados Unidos é propício: no ano passado, as escolas primárias e secundárias do país gastaram US$ 4,9 bilhões em tablets, notebooks e computadores de mesa, de acordo com o instituto de pesquisa IDC. Pelo levantamento, as escolas compraram 10,8 milhões de dispositivos que utilizam os sistemas operacionais Apple, Google Chrome e Microsoft Windows, em 2015.
5 tendências tecnológicas de impacto na educação
Analistas de educação dizem que o mercado de materiais didáticos digitais, com o tempo, será muito mais rendoso que o de computadores para as escolas.
As escolas de educação básica nos Estados Unidos gastam mais de US$ 8,3 bilhões ao ano em softwares educativos e conteúdo digital, segundo a Associação da Indústria de Software e Informação. Os investimentos podem crescer vertiginosamente à medida que as instituições de ensino troquem os livros didáticos de papel por plataformas digitais.
A gerente-geral da Amazon para o ensino fundamental (o americano “K-2 education”), Rohit Agarwal, disse que o novo serviço tem por finalidade ajudar os professores a identificarem recursos digitais que sejam oportunos para o ensino. “Os professores serão capazes de usar a plataforma sem nenhum tipo de treinamento”, garantiu.
O site não é a primeira atuação da Amazon no setor de educação. Em 2013, a companhia adquiriu o TenMarks, um site de instrução em Matemática. Neste ano, em março, escolas públicas de Nova York fecharam um contrato de três anos com a empresa, em um valor estimado de US$ 30 milhões, para o fornecimento de livros eletrônicos a 1,1 milhão de alunos.
Mercado
Hoje, diversas plataformas já oferecem materiais didáticos para professores pela internet. Entre elas estão o tes.com, um site de Londres com mais de 8 milhões de usuários em todo o mundo, e o teacherspayteachers.com, site de Manhattan utilizado por 2 milhões de docentes
Como o Amazon Inspire promete ser, esses sites oferecem aos professores o acesso ao seu banco de dados com aulas preparadas por assunto e série escolar.
A Amazon garante que o seu novo site conseguirá se diferenciar dos já existentes.
O momento do anúncio da Amazon coincide com aISTE, evento da Sociedade Internacional de Tecnologia para a Educação, da qual participaram 16 mil professores e diretores de escolas.
A Microsoft também aproveitou o encontro para anunciar que está dando consultoria para escolas em tecnologia. O projeto inclui treinamento para diretores de escolas, cursos de liderança on-line, entre outros.
Já o Google lançou o Expeditions, um aplicativo de realidade virtual disponível para escolas e testado, de acordo com a empresa, por mais de um milhão de estudantes. Outros dois produtos também foram apresentados, o Quizzes, um recurso para avaliações escolares, e o Cast for Education, que tem por objetivo promover debates em sala de aula.
Fonte: gazetadopovo.com.br