Por que Gerir Pessoas?

Dia 22 de abril inicia o curso de Gestão de Pessoas (nível superior de 1 ano) e  nós resolvemos falar um pouco sobre o que é e por que gerir pessoas. Você sabe realmente qual a importância desta Gestão? Para exemplificar de maneira fácil essa explicação nós vamos aplicar o artigo publicado por: Daiane de Jesus – Psicóloga, especialista em Gestão de Pessoas pela Faculdade de Tecnologia e Ciências de Vitória da Conquista, o qual foi publicado no RH PORTAL.
 
O mercado muda muito rapidamente, e as estratégias das empresas vêm mudando no mesmo ritmo, a área de gestão de pessoas é um conjunto de políticas e subsistemas que se preocupa em gerenciar estrategicamente os recursos humanos de uma organização. O departamento de Gestão de Pessoas é uma ferramenta importante para agregar, desenvolver e reter talentos nas empresas. Empresas emergentes e que pretendem crescer frente ao mercado, cada vez mais competitivo, precisam estruturar suas práticas de gestão de pessoas a fim de se adequar às novas demandas do mercado.
Gerir pessoas por competências influencia diretamente na produtividade de uma empresa, selecionar profissionais sem o perfil adequado, além de gerar transtornos, é um procedimento oneroso, empresas que têm a rotatividade (turnover) muito alta, ficam estereotipadas negativamente no mercado.
Para estruturar uma política de gestão de pessoas é necessário levar em consideração a origem da empresa e aonde a empresa quer chegar. O objetivo tem que ser claro, quais sejam: ampliação, desenvolvimento econômico, status de uma das melhores empresas para se trabalhar, certificações ISO, entre outros. O importante é alinhar as políticas de gestão de pessoas focando sempre no crescimento da empresa. Padronizar, institucionalizar e atualizar instrumentos de recrutamento e seleção, integração, avaliação de desempenho e treinamento, entre muitas outras, são atividades que a área de Gestão de Pessoas propõe.
Quanto mais a empresa padronizar seus instrumentos e procedimentos agindo com responsabilidade jurídica, mais sucesso a empresa terá. A Gestão de Pessoas faz papel fundamental avaliando os recursos atuais e estimando as necessidades futuras da organização.
A principal ideia de um projeto de Gestão de Pessoas é aprimorar os procedimentos já existentes de acordo com visão e missão da empresa e adequá-los às novas demandas e estratégias organizacionais.
Gestão de Pessoas é definida por Chiavenato (1999), um dos autores mais consagrados do tema, como:
“Conjunto de políticas e praticas necessárias para conduzir os aspectos da posição gerencial relacionados com as pessoas ou recursos humanos, incluindo recrutamento, seleção, treinamento, recompensas e avaliação de desempenho. A gestão de pessoas é a função na organização que está relacionada com provisão, treinamento, desenvolvimento, motivação e manutenção dos empregados.”
Os principais objetivos da implantação da Gestão de Pessoas na empresa são:
1. Ajudar a organização a alcançar suas metas, objetivos e realizar sua missão.
2. Proporcionar competitividade à empresa
3. Treinar e motivar as pessoas para a empresa
4. Proporcionar a satisfação dos funcionários da empresa.
5. Desenvolver e manter a qualidade de vida do trabalho.
6. Manter políticas éticas e comportamento socialmente responsável.
Agregando valor aos seus Recursos Humanos a empresa agrega valor a si mesma. O setor de Recursos Humanos de uma empresa faz parte dos processos de Gestão de Pessoas, o RH da empresa tem as seguintes práticas: Recrutamento e seleção, admissão de candidatos selecionados, comunicação com os funcionários, higiene, segurança e qualidade de vida no trabalho, administração de cargos e salários, incentivos e benefícios sociais.
Enfim, a Gestão de Pessoas, veio quebrar o paradigma das práticas burocráticas de RH, colocando o funcionário no centro do processo, este agora é colaborador, e o antigo chefe, agora é o novo gestor. As empresas que mais crescem no Brasil e no mundo adotaram políticas de Gestão de Pessoas que visam humanizar e valorizar seus colaboradores pelo que eles representam para a empresa. A principal mudança que a Gestão de Pessoas traz, não é só na nomenclatura é também na mente das pessoas que agora são vistas, não como parte de um processo, mas sim como diferencial no processo.