Projeto de trapiche para o bairro João Paulo, em Florianópolis, deve sair do papel

A Associação dos Pescadores do bairro João Paulo saiu satisfeita da reunião com o secretário de Obras de Florianópolis, Luiz Américo, nesta terça à tarde. O tão sonhado trapiche que irá atender a colônia de pescadores deve finalmente sair do papel. Com as aprovações ambientais em mãos, o impasse do momento era sobre o custo da obra, que chegou a ser orçado em R$ 5 milhões. Diante das dificuldades financeiras da prefeitura, o projeto foi revisto e baixou para R$ 3,8 milhões, sendo R$ 2 milhões da Caixa Econômica Federal e o restante contrapartida do município. A licitação da estrutura de 250 metros deverá ser feita até o dia 20 de junho.
Aliás
Como bem lembra o secretário de Obras, funcionário de carreira da prefeitura: “Em 30 anos de trabalho é a primeira vez que vejo um trapiche público sendo construído em Florianópolis”.
Boas práticas
O “compliance”, termo em inglês que virou referência nas corporações e entidades associativas por fixar regras de gestão e conduta pautados na ética e transparência, ganhou mais um braço especializado em SC. O desembargador aposentado Carlos Prudêncio, de volta à advocacia, é o representante do Compliancenet para o Sul do país. O projeto (www.complicancenet.com.br) tem como sócios Vladimir Aras, procurador e secretário de Cooperação Internacional da Procuradoria Geral da República, e o desembargador Fausto de Sanctis. A plataforma tem serviços gratuitos.

Nível superior
Treze novos cursos de graduação foram lançados nas unidades da UniSociesc em Florianópolis, São Bento do Sul e Blumenau. No campus da Capital serão oferecidos Medicina Veterinária e Biomedicina. Em São Bento do Sul, além desses dois cursos, também abrem turmas para Fisioterapia, Arquitetura e Engenharia Civil. Em Blumenau, Medicina Veterinária, Biomedicina, Educação Física, Fisioterapia, Engenharia Mecânica e Cinema. São 520 vagas nos três campi. As inscrições estão abertas.
A propósito
Uma onda de virose está derrubando a criançada em Florianópolis, mas não se ouve um único alerta das autoridades sobre cuidados ou risco de epidemia.
Fonte: http://dc.clicrbs.com.br/sc/noticia/2017/02/projeto-de-trapiche-para-o-bairro-joao-paulo-em-florianopolis-deve-sair-do-papel-9721903.html